i


...

- - -
- - -- -
- - - - - - -- - - - - EXEMPLAR..- -- - - -- -..B & B - -- - - - - - UM OUTRO BACH? - -- - TRUTAS

Schubert - Ave Maria (Pavarotti)

3.Abr.2007

AVE MARIA
Franz Schubert
(1797-1828)
MÚSICA (4min48)

* Luciano Pavarotti
.
.
Às 3 horas da tarde do dia 19 de Novembro de 1828 morreu o cidadão Franz Peter Schubert, austríaco de 31 anos de idade, acometido de sífiis e tifo.
Ao fazerem o despejo da casa em que habitava, fizeram um inventário de uns míseros 63 florins – dos quais 10 foram contados como "músicas" e 53 como "roupas domésticas e pessoais”.
Parecia ter morrido um qualquer vagabundo, desprezado por quase todos, boémio miserável que nunca tivera para tocar senão um piano alugado com o dinheiro que um amigo rico lhe emprestava.
Mas a História veio a mostrar que Franz Schubert foi bem mais do que isso. Foi um dos maiores génios da música, com um estilo muito pessoal, a meio caminho entre a severidade clássica e a sensibilidade romântica.

Schubert foi na sua época conhecido como autor de canções (lieder).
E na verdade compôs cerca de 600 lieder, mas deixou-nos também óperas, música de câmara, missas, música para piano, e nove sinfonias.
A maior das suas sinfonias – a Grande – só foi tocada 42 anos depois da sua morte. Tal como tantas das suas obras geniais, que lhe tinham sido compradas por preços irrisórios e ao longo de quase três séculos já deram a ganhar milhões aos seus editores.
.
.

*