i


...

- - -
- - -- -
- - - - - - -- - - - - EXEMPLAR..- -- - - -- -..B & B - -- - - - - - UM OUTRO BACH? - -- - TRUTAS

Luis Cipriano - Benedictus

19.Abr.2007


BENEDICTUS
(REQUIEM POR ARISTIDES SOUSA MENDES)


Luis Cipriano
...

Coro Misto da A. Cultural da Beira Interior
Orquestra Sinfónica da E.P.A.B.I.
.
Os covilhanenses gostam e sentem orgulho. O Coro Misto de Luis Cipriano anda pelas quatro partidas do mundo a cantar, a encantar, a ganhar merecidos louros e levantar alto o estandarte da Covilhã.
Desta vez, medalha de ouro em Budapeste, à frente de grupos corais de nome e de todo o mundo.
Os covilhanenses gostam, mas o Poder da cidade parece que permanece indiferente - se não pior que isso.
O Conservatório foi demasiado pequeno; A EPABI complicou, desdenhou e hostilizou; a Associação Cultural da Beira Interior, sede natural do Coro por opção própria, foi perseguida até à tentativa de sufoco burocrático... só porque Luis Cipriano teima em mostrar que sabe o que faz.
Enquanto a EPABI, de que o poder político tomou conta e que, mais parecendo ter os dias contados, vai deixar de ser escola da beira interior para se confinar à Covilhã, o Coro Misto de Luis Cipriano faz o percurso inverso: deixa de ser Coro Misto da Covilhã para passar a ser Coro Misto da Beira Interior. A Covilhã segue indiferente e as cidades mais próximas (o Fundão, por exemplo) não se dão conta de que o apoio institucional a uma associação cultural com os méritos da ACBI de Cipriano é valiosa promoção da cultura regional e seguro investimento no prestígio beirão.
Mais parecem estar os homens do Poder à espera que a Associação soçobre por falta de meios... para no dia seguinte suspirarem de alívio por menos uma fonte de incómodos.
.
Luis Cipriano
Nasceu no ano de 1964, na cidade de C. Branco e iniciou os seus estudos musicais pela mão do professor Carlos Gama. Completou o Curso de Composição com o professor Cristopher Bochman em 1988 e realizou estágio pedagógico, na Escola Eugénio de Castro em Coimbra nos anos de 1985 e1986.
Enquanto na cidade de Castelo Branco, dirigiu o Grupo de Câmara de Percussão, o Coro Feminino Schola Cantorum e a Camerata de Castelo Branco.
No ano de 1998 , conquistou uma Menção Honrosa no Concurso “Novos Valores da Cultura“. No mesmo ano obteve o 1º Prémio em Musica de Câmara no 2º Concurso da Juventude Musical Portuguesa e em 1990 o 3º prémio nesse mesmo concurso e dentro da mesmas classe.
Foi percussionista e tímpaneiro da Orquestra das Escolas de Musica Particulares de 1988 a 1992.
Recebeu o 1º prémio de Composição no Concurso da Sociedade Histórica da Independência de Portugal em 1991.
Foi percussionista da Orquestra da”Semana Internacional de Luxemburgo“, nos anos de 1990 e 1991. Nos anos de 1992 a 2000, foi compositor convidado tendo dirigido esta Orquestra na apresentação de obras suas.
Compôs 8 Missas para Orquestra Sinfónica e Coro, Trios, Quartetos, Sextetos e Octectos para diversos tipos de formação de Câmara, duas Oratória de Natal, uma Ode à Covilhã e duas Sinfonias, assim como inúmeras obras corais e orquestrais.
Compôs obras para cinema e teatro.
Em Fevereiro de 1997 foi-lhe atribuída a Medalha Especial de Ouro pela Union Grand-Duc Adolphe do Luxemburgo, em reconhecimento dos seus méritos culturais.
Em 1999 recebeu o Prémio da Cultura, do Jornal “Gazeta do Interior”. Em Abril do mesmo ano foi recebido pelo Papa João Paulo II, a quem entregou as suas obras liturgicas.
Em Janeiro de 1999 foi o Compositor escolhido pela Palestina para compôr a Oratória de Natal a estrear em Belém para assinalar os 2000 anos do nascimento de Cristo.
Actualmente é Maestro Titular da Orquestra Sinfónica da Escola Profissional de Artes da Beira Interior e Maestro do Coro Misto da Covilhã desde a sua fundação.

*