i


...

- - -
- - -- -
- - - - - - -- - - - - EXEMPLAR..- -- - - -- -..B & B - -- - - - - - UM OUTRO BACH? - -- - TRUTAS

15 - Lili Boulanger

Março/15

aniversário da morte de
Lili Boulanger
(1893-1918)

.
.
Uma vida pouco comum: uma das raras mulheres compositoras, uma vida excepcionalmente curta.
.
.
Juliette-Marie Olga Boulanger era o verdadeiro nome desta menina que em 1893 nasceu em Paris e que foi a irmã mais nova da não menos célebre compositora e pedagoga Nadia Boulanger.
Revelando a paixão de cantar e um talento excepcional logo em criança, era frequentemente visitada em casa por Gabriel Fauré, que gostava de partilhar com ela as suas últimas composições. A partir dos 16 anos estudou harmonia e tocava piano, violino, violoncelo e harpa. A saúde frágil, porém, afastava-a da escola e da regular prática da música.
Mesmo assim, foi a primeira mulher a conquistar o Grande Prémio de Roma para composição. Depois do grande sucesso da sua cantata “Fausto e Helena” viajou para Itália – e seria na Villa Medici que escreveria as suas melhores composições.
Sabendo que a morte se aproximava, trabalhou obsessivamente a sua música, mesmo quando, durante a Guerra Mundial, voltou a Paris para ajudar a cuidar dos soldados feridos.
A morte chegou precisamente no ano em que a guerra terminou. Lili Boulanger tinha 24 anos.

*