i


...

- - -
- - -- -
- - - - - - -- - - - - EXEMPLAR..- -- - - -- -..B & B - -- - - - - - UM OUTRO BACH? - -- - TRUTAS

24 - Duke Ellington

Maio/24

aniversário da morte de
Duke Ellington
(1899-1974)

.
.
Um dos artistas musicais mais completos neste século, Edward Kennedy "Duke" Ellington foi um maestro invejável, um pianista fabuloso e compositor criativo de uma obra com mais de 3 mil músicas escritas.
O apelido de duque (Duke) deve-se à pose nobre e ao facto de aparecer sempre bem vestido. Apenas as olheiras enormes destoavam, resultado do hábito de dormir o mínimo necessário. Diz-se que tinha medo de que sonhar lhe retirasse algumas idéias para canções.
Gravou com os grandes nomes do jazz: Count Basie, Dizzy Gillespie, Tommy Dorsey, Joe Pass, Frank Sinatra, Louis Armstrong, Coleman Hawkins, Charles Mingus, Max Roach, John Coltrane, Jimmy Rushing, Mahalia Jackson, Charlie Barnet, Ella Fitzgerald, Alice Babs, Jimmy Jones, Les Spann, Ray Brown e Rosemary Clooney.
A sua formação foi a dos pianistas de ragtime, cuja influência é clara na sua primeira composição, "Soda Fountain Rag", de 1914. Formou o seu primeiro conjunto em 1922, um quinteto com o baterista Sonny Greer e o saxofonista Otto Hardwicke. Mas eram tempos difíceis. Na sua biografia "Music is My Mistress" (A Música é Minha Amante), Ellington conta que ele e seus quatro músicos chegaram a dividir uma salsicha como jantar.
Dirigiu orquestras e fez arranjos de obras dos grandes clássicos, como Mozart, Schubert, Bach e Brahms. Mas o jazz foi uma constante. Não mudou o seu estilo, embora tenha visto nascer diversas correntes durante sua carreira, como o bebop, o free, e o jazz-rock. O colorido das sonoridades orquestrais enriqueceu o som de sua big band. "A orquestra é o meu instrumento", costumava dizer.
Nos anos 1920, mudou-se para Nova York, onde viveu a sua fase mais importante. Os concertos no Carnegie Hall foram memoráveis, em especial a suíte "Black, Brown and Beige", de 1943, inspirada na história da América negra.
Ellington criou o jungle style (estilo da selva), quando os metais da orquestra tocam com força e expressão, dando um efeito de selvajaria às composições. O trompetista Bubber Miley inaugurou e sedimentou esse caminho. Quando Ellington tocava no Cotton Club, de 1927 a 1932, acompanhando cantores e bailarinos, as composições em jungle style levantavam a audiência para dançar.
Boa parte das suas mais famosas composições foi construída a partir de melodias improvisadas pelos seus músicos. Entre as suas obras destacam-se quatro álbuns feitos com a colaboração de seus melhores solistas: "The Blanton - Webster Band", "Black, Brwon and Beige" e "The Duke's Men".
Nos anos 1960 e 70, fez várias tournées internacionais, do Japão à América Latina. Além dos concertos sacros, fez nesse período as bandas sonoras dos filmes "Anatomia de um Crime" e "Paris Blues".
Quando se preparava para a festa dos seus 75 anos foi hospitalizado com cancro e faleceu um mês depois.

*