i


...

- - -
- - -- -
- - - - - - -- - - - - EXEMPLAR..- -- - - -- -..B & B - -- - - - - - UM OUTRO BACH? - -- - TRUTAS

20 - Jean Pierre Rampal

Maio/20

aniversário da morte de
Jean-Pierre Rampal
(1922-2000)

.
.
“O homem da flauta de ouro”
.
Jean-Pierre Louis Rampal nasceu em Marselha, no dia 7 de Janeiro de 1922. O seu pai era professor da flauta e nunca o incentivou a ser músico profissional. Queria que ele cursasse medicina. Decidiu-se pela música somente durante a segunda guerra mundial, depois dos Nazis terem ocupado a França e tentado levá-lo para trabalhos forçados na Alemanha. Saiu da escola de medicina, ficando escondido dos alemães em Paris, onde estudou no conservatório nacional e atraiu rapidamente a atenção da comunidade musical daquela cidade.
Quando a guerra terminou, iniciou a carreira como solista e tornou-se o primeiro flautista da orquestra da ópera de Paris. Quando começou sua carreira, a flauta era frequentemente negligenciada como um instrumento solista, e o público também preferia mais as obras tradicionais para piano e violino.
Rampall foi um dos músicos clássicos mais gravados da história e era mais conhecido pelo seu amor à música barroca, embora tenha tocado de tudo, desde jazz à música indiana e às canções populares inglesas. A marca de Rampal era a sua flauta de ouro, da qual nunca se separou. "A sua flauta... falava ao coração" disse o presidente francês Jacques Chirac, no seu discurso "uma luz no mundo musical acabou de se apagar", que proferiu aquando da morte do flautista.
Durante a sua longa carreira, Rampal ajudou a trazer de volta a flauta como instrumento solista. Foi muito apreciado na América do Norte, onde realizou diversas digressões em recital, ganhando reconhecimento também como maestro.
Jean-Pierre Rampall morreu de paragem cardíaca no dia 20 de Maio de 2000, em Paris, aos 78 anos.

*