i


...

- - -
- - -- -
- - - - - - -- - - - - EXEMPLAR..- -- - - -- -..B & B - -- - - - - - UM OUTRO BACH? - -- - TRUTAS

5 - Maurizio Pollini


Janeiro/5

aniversário do nascimento de
Maurizio Pollini









O Prémio Chopin de 1960 não foi atribuído a um polaco nem a um russo – foi ganho por um jovem italiano, de 18 anos, que desde então se revelou um pianista de grande refinamento, elevado rigor técnico e extremamente intelectual: Maurizio Pollini.
Maurizio Pollini nasceu em Milão, no dia 5 de Janeiro de 1942 e começou a estudar piano com seis anos de idade, sob a orientação de Carlo Lonati.
Em 1960, venceu o Concurso Internacional de Piano Chopin, de Varsóvia. Após o concurso, tocou o Concerto nº 1 de Chopin, no teatro La Scala de Milão, sob a direcção de Sergiu Celibidache. Em 1963, deu concertos em Londres e Berlim e, em 1970, passou a ser solista da Filarmónica de Berlim.
Em 1971, Polini gravou pela primeira vez com a Deutsche Grammophon. Esta gravação que incluía "Três Movimentos de Petrushka", de Stravinsky e a Sonata nº 7, de Prokofiev, foi o início de uma notável discografia.
Em 1987, toca os cinco Concertos de Beethoven com a Orquestra Filarmónica de Viena e o maestro Claudio Abbado.
Em 1993-94, apresenta o ciclo completo das 32 sonatas para piano de Beethoven em Berlim, Munique, Nova Iorque, Milão, Paris, Londres e Viena.
Em 2001, com a gravação das Variações Diabelli de Beethoven, ganha o prémio "Diapason d'Or".






Estudo op.10 nº1 em dó M (Chopin)



Nocturno op. 9, nº 2, em mi bemol maior (Chopin)

*