i


...

- - -
- - -- -
- - - - - - -- - - - - EXEMPLAR..- -- - - -- -..B & B - -- - - - - - UM OUTRO BACH? - -- - TRUTAS

Vaughan Williams - Greensleaves


27.Ago.2007

FANTASIA SOBRE "GREENSLEAVES"
Ralph Vaughan Williams
MÚSICA DO PROGRAMA

.
Homenageamos hoje o compositor Vaughan Williams, cuja morte ocorreu no dia 26 de Agosto de 1958 – fez ontem 49 anos, portanto.
Ralph Vaughan Williams foi um dos compositores mais significativos da música inglesa durante a primeira metade do séc. XX. Compôs sinfonias, música de câmara, ópera, música coral e banda sonora para filmes. Mas, embora tivesse formação clássica e actividade no domínio da música erudita, teve também grande apreço pela música de raiz popular e dita ligeira, à qual dedicou intensos e aprofundados estudos.
Para além de compositor e musicólogo estudioso, Vaughan Williams foi também pianista e violinista, embora dissesse de si próprio, a propósito dos seus estudos de piano, esta frase que ficou célebre: “o piano, mais valia que nunca o tivesse tocado e o violino foi a minha salvação musical”.
Questão de modéstia, está visto. Dele disse a crítica ser um dos mais característicos representantes da grande música inglesa, a par de Holst, Delius, Butterworth e William Walton. Muitos acharam na música de Williams um certo “sabor a Ravel”, que foi seu mentor durante uma temporada de 1908 em Paris – mas é curioso que ninguém viu nisso imitação e o próprio mestre francês dizia, referindo-se a ele: “foi o único dos meus alunos que não escreveu a minha música”.
A importância e o reconhecimento público da música de Vaughan Williams (que era parente de Charles Darwin) ficou patente nas honras de sepultura na Abadia de Westminster, depois de ser condecorado com a Ordem de Mérito e ter recusado a classe de Cavaleiro e a inerente atribuição do título de Sir.
Preferiu ficar conhecido como apaixonado pela tradição popular. Prova disso é o arranjo orquestral que deu ao tema “Greensleaves”, melodia tradicional que ajudou a tornar imortal também no ambiente da música erudita.
.
Orquestra Sinfonia de Londres, sob a direcção de John Barbirolli
.
.

AMANHÃ
Samuel Barber - School for Scandal
.
.

______________________

*